Sobre o Prêmio

O Prêmio Crea-PR Engenheira Enedina Alves Marques, é organizado pelo Comitê Mulheres do Crea-PR.

O nome é uma homenagem à Engenheira Enedina Alves Marques, primeira mulher formada em Engenharia Civil no Paraná, em 1945, na Faculdade de Engenharia da Universidade do Paraná, e que se tornou a primeira Engenheira Civil negra do Brasil.

A homenagem com o nome do Prêmio é um reconhecimento de sua história de vida de muita luta e superação de obstáculos.

Para receber a premiação são indicadas uma profissional de cada Regional do Conselho (Apucarana, Cascavel, Curitiba, Guarapuava, Londrina, Maringá, Pato Branco e Ponta Grossa), para serem homenageadas com o Prêmio Crea-PR Engenheira Enedina Alves Marques.

Os nomes dessas profissionais de destaque escolhidas são resultado de sugestões vindas das Entidades de Classe e Instituições de Ensino de cada Regional. O Prêmio demonstra a valorização do papel das mulheres nas Engenharias, Agronomia e Geociências.

Quem foi Enedina Alves Marques

Enedina Alves Marques foi a primeira mulher diplomada em Engenharia Civil na região Sul do Brasil, em 1945. A sua formatura foi marcada como um fato de grande curiosidade para a sociedade curitibana, por ter conseguido transpor um espaço hegemonicamente masculino e branco. Aos 32 anos, a curitibana Enedina foi o destaque na solenidade de formatura de Engenharia ao lado de 32 homens, no prédio Palácio Avenida, no Centro de Curitiba.

Premiadas Edição 2022

  • Engenheira Agrônoma Ana Maria de Moraes

    Regional Apucarana

    Formada em Engenharia Agronômica, ingressou em 1989 na Emater, atual IDR. Participou da fundação do Núcleo que originou a Associação dos Engenheiros do Vale do Ivaí (Asseavi).

  • Engenheira Civil Célia Neto Pereira da Rosa

    Regional Cascavel

    Formada em Engenharia Civil; pós-graduada em Contenção de Encostas e em Ensino Superior. Foi presidente na Aefi, e de Comissões de Acessibilidade e Regimento Interno no Crea-PR, entre outros cargos. Professora na UDC.

  • Engenheira Cartógrafa Taciana Achcar Malheiros Vannucci

    Regional Curitiba

    Iniciou a carreira na Famepar, depois trabalhou com sensoriamento remoto e inovou abrindo uma consultoria em geoprocessamento. Hoje atua com gestão de soluções.

  • Engenheira Agrônoma Sandra Mara Vieira Fontoura

    Regional Guarapuava

    Engenheira agrônoma, mestre em Fertilização do Solo pela UFPR e pesquisadora da Fundação Agrária de Pesquisa Agropecuária, no distrito de Entre Rios, em Guarapuava.

  • Engenheira Civil Célia Oliveira Souza Catussi

    Regional Londrina

    Formada em Engenharia Civil, iniciou no mercado de trabalho desde a graduação, atuando em grandes empresas e construtoras.

  • Engenheira Civil Donária Regina Nogueira Rizzo

    Regional Maringá

    Graduada em Engenharia Civil e pós-graduada em Avaliação de Bens e Perícias, ama a profissão que exerce com dedicação há 34 anos.

  • Engenheira Civil e de Segurança do Trabalho Loreni Fenalti da Costa

    Regional Pato Branco

    Natural de Santa Maria-RS, mudou-se para Pato Branco em setembro de 1977, menos de um ano após concluir a graduação em Engenharia Civil, e fundou sua própria construtora.

  • Engenheira Agrônoma Maristella Dalla Pria

    Regional Ponta Grossa

    Formada pela UEL e mestre pela Universidade Federal de Viçosa (MG) na área de fitopatologia, há 26 anos se dedica à carreira docente e à pesquisa no curso de Agronomia da UEPG.